Crescendo – Prólogo

Bem, saiu mais um livro do que, aparentemente, será uma trilogia. O Sahgo está trabalhando em outro projeto no momento, então eu conversei com ele, e acabou ficando decidido que eu vou cuidar dos sporks dessa bagaça. Então, bem, espero que se divirtam.

O livro começa mostrando eventos que se passam catorze meses antes do início da história em si. Nelas, vemos Harrison Gray, o pai da desgraça protagonista tentando ler durante uma tempestade, mas desistindo logo depois.

 

O vento primaveril furioso lançara-se contra a casa a noite toda, uivando e assoviando, fazendo com que as janelas batessemcom um bang! bang! bang! repetitivo.

 

Um bang bang bang repetitivo? Santo pleonasmo, Batman!

 

O calendário mostrava março, mas Harrison sabia que não deveria esperar pela primavera. Com uma tempestade a caminho, ele não ficaria surpreso se encontrasse o campo congelado na brancura gélida pela manhã.

Congelado. Na. Brancura. Gélida. “Coberto de neve” aparentemente não era pomposo o suficiente.

 

Para abafar o choro penetrante dos ventos, Harrison socou o controle remoto, aumentando o volume da Ombra mai fu de Bononcini.

 

K.O.

 

Depois disso, Harrison ouve o telefone tocando e o atende, esperando que fosse uma das amigas da filha, mas ao invés disso ouve estática e depois uma voz que diz que ele vai morrer em sete dias eles devem se encontrar. Essa voz aparentemente é sinal que algo está errado, e Harrison fica bastante nervoso. Ele vai até o lugar de encontro, leva uma arma, nada de muito importante acontece até ele e a pessoa, que era um amigo do colégio, se encontrarem.

 

“Você foi seguido?” Ele indagou.

“Não”

“Ela está em perigo.”

O coração de Harrison acelerou. “Que tipo de perigo?”

“Assim que ela fizer dezesseis, ele virá atrás dela. Você deve levá-la para algum lugar bem longe daqui. Um lugar onde ele não a encontre.”

Harrison balançou a cabeça.

“Eu não entendo–”

Ele foi interrompido por um olhar ameaçador.

“Quando fizemos esse acordo, eu disse que haveria coisas que você seria incapaz de entender. Dezesseis é uma idade amaldiçoada no meu- no meu mundo. Isso é tudo que você precisa saber.”

 

“No seu mundo?”

“Sim, o mundo da ficção Teen, onde todo garoto ou garota passa por alguma experiência estranha quando faz dezesseis.”

 

Harrison nota que o amigo dele parece não ter envelhecido desde a faculdade, mas conclui que era apenas sua imaginação por causa do escuro… Apesar de logo depois conseguir enxergar que uma queimadura no pescoço do amigo, do tamanho de uma moeda, tem forma de punho. What.

 

De qualquer forma, o amigo misterioso diz que não quer saber nada sobre a filha dele para que a pessoa que a persegue não possa tirar informação dele.  Harrison vai embora, mas ouve tiros e volta para trás para ajudar o amigo, que diz telepaticamente para ele fugir. Ele decide ficar, e então…

 

Harrison puxou o gatilho. Ele ouviu o tiro ensurdecedor e esperou que o atirador caísse. Harrison atirou de novo. E de novo.

O homem de cabelos pretos se virou lentamente. Pela primeira vez na sua vida, Harrison sentiu medo de verdade. Medo do homem em frente a ele, apontando a arma. Medo da morte. Medo do que aconteceria à sua família.

 

Vejamos… Cabelo preto, leva tiros e não se machuca…

 

O jovem observou Harrison por alguns momentos antes que um sorriso sutil quebrasse sua expressão dura e gelada.

“Você se enganou. Realmente é tarde demais.”

Harrison olhou para cima, assustado que o homem pudesse adivinhar seus pensamentos.

 

Telepatia. Lembra alguém?

 

Patch

 

Se você adivinhou “Patch”, você não ganha absolutamente nada, porque é dolorosamente óbvio. No primeiro livro, a desgraça já era um stalker assustador e psicopata que queria matar a garota. Nesse, vemos que ele é um stalker assustador e psicopata que quer matar a garota, assassinou o pai dela e a persegue desde que era bebê.

 

Patch flagrado com Nora durante sua infância

 

E ele é o interesse amoroso. Essa coisa é a idéia da autora de um homem ideal.

Já vi que esse livro vai ser ainda mais difícil de engolir do que o anterior.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: